Matéria do dia

Rogério Alves: Vamos salvar o Brasil sem buscar salvadores

Por Rogério Alves Advogado O governo Temer representa o fim (ou a continuidade) do grupo corrupto que governa o Brasil desde 2008 e é preci...

Publicidade

Roberto Costa denuncia supostos desmandos na Prefeitura Municipal de Bacabal

Nice Moraes
Agência Assembleia

Em pronunciamento feito na tribuna na sessão desta quarta-feira, 12, o deputado Roberto Costa (PMDB), denunciou supostas irregularidades que estariam ocorrendo na administração da prefeitura municipal de Bacabal. Ele afirmou que a licitação feita para a aquisição de 60 carros só tem o intuito de desviar dinheiro do erário público.

Roberto Costa informou que hoje pela manhã levou a denúncia à Superintendência da Polícia Federal, onde relatou a formação de um a quadrilha que está desviando dinheiro do município de Bacabal. “A Prefeitura de Bacabal - que tem mais de 60 carros no seu nome - fez uma licitação para aquisição de 54 carros, sendo que 19 seriam caminhonetes – que custa R$ 5.500,00 – mas foram licitados por R$ 9.500,00.


“Um preço superfaturado que só tem uma direção: desviar dinheiro da Prefeitura de Bacabal. E quem é que está comandando hoje essa organização criminosa na Prefeitura de Bacabal? Está aqui o documento. Quem autorizou essa licitação? Foi o senhor Raimundo Florêncio Monteiro Neto, seu Florêncio Neto, vice-prefeito da cidade de Bacabal; Patrícia Flávia Braga Vieira, mulher do prefeito de Bacabal; o senhor Carlos Gusmão, secretário de Educação do município e a senhora Fábia Cristina Braga, secretária de Ação Social e irmã da primeira-dama.


O deputado afirmou ainda que a licitação de quase R$ 4 milhões foi ganha por duas empresas: a Esmirna Transportes e a Signandes. A Signandes, segundo Roberto Costa, está sendo acusada por desvio de dinheiro na Prefeitura de Bela Vista. Desses R$ 4 milhões, já foi pago mais de R$ 1 milhão do dinheiro do povo de Bacabal.


O deputado disse ainda que a administração municipal fez uma licitação e na hora de homologar oito carros para a Secretaria de Administração, “eles homologaram como 88 carros e o que tinha para a Secretaria de Saúde de quatro carros, eles homologaram como 44 carros, por quê? Eles criaram nessa licitação fraudulenta uma ata de registro de preço para levar esta mesma operação criminosa para desviar dinheiro de outros municípios, enquanto a cidade de Bacabal encontra-se completamente abandonada, pois não existe prefeito hoje na cidade. Essa organização criminosa comandada por Patrícia Vieira e Florêncio Neto e está acabando com a vida do povo de Bacabal”, acentuou Roberto Costa.

Abandono
Der acordo com o deputado Roberto Costa os postos de saúde continuam sem médico e sem medicação; a cidade não tem asfalto, não tem calçamento e o prefeito não aparece na prefeitura e nem nos bairros de Bacabal.


“Esse caso dessa licitação fraudulenta que foi entregue à Polícia Federal, vai ser aberto o inquérito e vai comprovar que existe essa formação de quadrilha; essa organização criminosa que é comandada por Dona Patrícia Vieira e pelo Florêncio Neto. Nós não podemos admitir que Bacabal, uma cidade de mais de 100 mil habitantes, continue sendo tratada com desprezo, com desrespeito e a população pagando um preço altíssimo pela incompetência, pela incapacidade do prefeito. Nós não admitimos e vamos continuar a nossa luta denunciando e pedindo que a Polícia Federal, o Ministério Público Estadual, o Ministério Público Federal façam o seu trabalho para acabar com os desvios de dinheiro público a fim de que o dinheiro de Bacabal volte a ser aplicado em benefício da nossa população”, afirmou Roberto Costa.